Projeto da USP une rock’n’roll, átomos e estrelas

Professora utiliza história em quadrinhos e filmes de animação para explicar conceitos de química e astronomia

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Print this pageEmail

Material traz a história de um jovem roqueiro que, após uma aula de química, fica muito interessado em entender como surgiu o ferro que existe em seu sangue e também nas cordas de sua guitarra. Ilustração: Divulgação/IAG

.
Qual a relação entre rock, química e astronomia? A professora Jane Gregorio-Hetem, do Departamento de Astronomia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, revela, em seu artigo recém-publicado na Revista de Graduação da USP (Grad+), as estreitas relações entre as ciências e as artes, contando a história de um jovem roqueiro que, após uma aula de química, fica muito interessado em entender como surgiu o ferro que existe em seu sangue e também nas cordas de sua guitarra. Assim, lançando mão de elementos lúdicos como história em quadrinhos e filmes de animação, a autora explica conceitos de química e astronomia, divulgando sua experiência na criação de materiais didáticos inovadores, focados no público jovem, estudantes da graduação e população em geral.
.

Objetivo é divulgar o conhecimento científico e popularizar ciências como a Astronomia, a Física, a Matemática e a Computação. Foto: Pixabay / CC0 Public Domain

.
Também criado para diminuir a evasão dos cursos da instituição e incentivar os alunos a terminarem a graduação em tempo ideal, com novos instrumentos de ensino, Rockstar e a origem do metal, vídeo lançado em 2012 pela professora do IAG, contou com divulgação da Agência USP de Notícias na época do lançamento do projeto didático A Química e as Estrelas: a Origem e a Presença das Espécies Químicas no Universo, composto do vídeo citado acima e do sucessor, Rockstar e o mistério da água. Assuntos como a revolução, a estrutura e o ciclo de vida das estrelas, fusão nuclear, origem dos metais pesados, formação do Sistema Solar, dentre outras curiosidades, o leitor encontra nos dois filmes da série cujo objetivo é divulgar o conhecimento científico e popularizar ciências como a Astronomia, a Física, a Matemática e a Computação.
.

Projeto também foi criado para diminuir a evasão dos cursos da instituição, incentivando os alunos a terminarem a graduação em tempo ideal. Foto: Pixabay / CC0 Public Domain

.
A ideia para a criação do projeto, uma colaboração entre o IAG e a Universidade Federal do ABC, surgiu com a experiência da autora quando da divulgação científica desse material didático inovador no Ano Internacional de Astronomia, em 2009, cujo propósito foi disponibilizar meios e recursos “para a compreensão do Universo, familiarizando a população com conceitos básicos sobre Ciências Exatas, e professores e estudantes pré-vestibulandos, buscando despertar o interesse do jovem por ciência e pesquisa científica”, e divulgar-se corretamente a profissão do astrônomo, “para atrair estudantes com as habilidades requeridas”.

O artigo aponta a contribuição de filmes, vídeos e animações para o ensino de alguns tópicos de disciplinas de graduação em Astronomia. Foto: Pixabay / CC0 Public Domain

O projeto foi realizado com apoio parcial do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Programa Pró-Ensino 2013, sobre o qual a autora explica: “Adotamos o contexto do ciclo de vida das estrelas: nascimento, maturidade e morte, para descrever a origem dos elementos químicos”, em que a metodologia utiliza uma prática de ensino/aprendizado que se diferencia, sobretudo, pela “apreensão” em vez de memorização para a assimilação de conceitos relacionados à interpretação da Tabela Periódica. “O que precisamos divulgar hoje em dia são os conceitos mais modernos da astrofísica, bem como da tecnologia avançada que permitiu as descobertas mais recentes”, explica a professora, ao defender a importância de ampliar-se cada vez mais o acesso da população à cultura científica: “A USP reconhece esse papel e já vem investindo nos meios de comunicação mais variados para divulgar amplamente a ciência e os conhecimentos que produzimos”, finaliza.

O artigo aponta a contribuição de filmes, vídeos e animações para o ensino de alguns tópicos de disciplinas de graduação oferecidas pelo Departamento de Astronomia, tais como: Fundamentos de Astronomia; Introdução à Astronomia (para alunos de outros cursos, das áreas biológicas e de humanidades); Divulgação em Astronomia; e mesmo em disciplinas da pós-graduação como Tópicos Avançados em Astronomia e Divulgação Científica, do Mestrado Profissional em Ensino de Astronomia. Pretende-se, futuramente, elaborar um questionário anexado aos livretos do projeto, para que o público possa opinar, via e-mail, a respeito dessa nova proposta de ensino e contribuir para a produção de “uma segunda versão melhorada do material e/ou produzir outras séries de conteúdos, baseados na experiência adquirida”.

A autora convida os leitores para acessarem os livretos on-line, disponíveis em: www.HQastroRock.iag.usp.br.

Jane Cristina Gregorio-Hetem é docente do Departamento de Astronomia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP. 

Margareth Artur / Portal de Revistas da USP

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Print this pageEmail

Textos relacionados