Pesquisadores mapeiam fluoretação da água no Brasil

Livro reúne os resultados obtidos a partir de pesquisas feitas em diferentes municípios brasileiros

 18/12/2017 - Publicado há 4 anos
Uso de fluoretos nas águas auxilia na prevenção da cárie dentária – Foto: Edson Lopes Jr / A2 fotografias via Fotos Públicas

Desde 1974, a legislação brasileira estabelece como obrigatória a fluoretação da água em todas as Estações de Tratamento de Água (ETA). A medida preventiva tem auxiliado na diminuição de cárie dentária em crianças e adolescentes.  Devido à sua importância, pesquisadores de diferentes universidades se uniram com o intuito de investigar a implementação dessa tecnologia no País. O resultado pode ser lido no livro Cobertura e vigilância da fluoretação da água no Brasil: municípios com mais de 50 mil habitantes.

Os professores Paulo Frazão e Paulo Capel Narvai, ambos da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, são os organizadores da publicação. O projeto mapeou as águas de abastecimento público em 614 municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes entre 2010 e 2015. Ao longo de 12 capítulos, pesquisadores apresentam a metodologia utilizada, os dados coletados e a análise dos resultados.
 O livro Cobertura e vigilância da fluoretação da água no Brasil: municípios com mais de 50 mil habitantes está disponível no Portal de Livros Abertos da USP.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.