Gostar da música na hora do treino colabora para o ganho de força

Não importa o estilo, para melhorar o desempenho o gosto pessoal é o fator mais importante, diz pesquisador

  • 94
  •  
  •  
  •  
  •  

Ao falar de música e treino, em geral a primeira coisa que vem à cabeça são as academias, onde os estilos musicais são os mais variáveis possíveis. Nesses locais, a predominância nas caixas de som é de música eletrônica, enquanto nos fones de ouvido o que toca é do gosto de cada um; entretanto, tudo com um único intuito, colaborar para uma melhor performance.   

Gostar da música na hora do treino colabora para o ganho de força

Um estudo recente feito pela Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP) da USP levou para os laboratórios essa temática, para desvendar se a música pode interferir nos treinos e se realmente existe um estilo musical adequado para um melhor desempenho.

O professor responsável pela pesquisa, Matheus Machado Gomes, diz que “realmente existe uma música específica que colabora para o ganho de força e resistência, entretanto, esta música é, na verdade, aquela que mais lhe agrada na hora do treino”.

Os resultados mostraram que não existe uma música que se sobrepõe à outra. “O fato de se treinar ouvindo aquilo que gosta colaborou para o ganho de força, enquanto que ouvir aquilo que não gosta fez com que o desempenho fosse menor.”

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 94
  •  
  •  
  •  
  •