Evento traz soluções para gerenciar dados de pesquisas em saúde

Congresso no Brasil será o primeiro do projeto Research Eletronic Data Capture (REDCap) na América Latina

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

.

Programação científica terá como temática principal a incorporação de soluções tecnológicas para coleta e gerenciamento de dados de pesquisas científicas e programas clínicos – Foto: Reprodução / REDCap

Pela primeira vez, nos dias 26 e 27 de abril, o Consórcio do Research Eletronic Data Capture (REDCap) organizará um congresso latino-americano e brasileiro. Ele ocorrerá em parceria com a Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), e será sediado pelo Hospital Sírio Libanês.

Foto: Divulgação / REDCapCon e FMUSP (Clique na imagem para ampliar)

Além da FMUSP, o Comitê Científico do congresso conta com a colaboração de professores e pesquisadores das seguintes instituições brasileiras: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, Hospital do Câncer de Barretos, Universidade Federal de Juiz de Fora, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), entre outras. No contexto internacional, participarão os representantes das universidades Vanderbilt, Colorado, Duke, MD Anderson Cancer Center, Fundación Huésped (Argentina) e Clínica Alemana (Chile).

Essa rede de colaboradores internacionais está preparando uma programação científica que terá como temática principal a incorporação de soluções tecnológicas para coleta e gerenciamento de dados de pesquisas científicas e programas clínicos. O público estimado é de 400 participantes, dentre os quais, pesquisadores, médicos, ​outros ​profissionais de saúde e da área da tecnologia da informação.

Para participar do evento é necessária inscrição prévia. As inscrições, bem como outras informações podem ser acessadas na página do REDCap.

REDCap

Foto: Reprodução / REDCap

REDCap é uma sofisticada plataforma para coleta, gerenciamento e disseminação de dados de pesquisa, criada em 2004 por pesquisadores da Vanderbilt University (Tennessee, Estados Unidos).  Conta com o suporte financeiro do National Institute of Health (NIH), e tem apoio técnico-científico do REDCap Consortium, constituído por mais de 2.600 instituições em mais de 117 países nos 6 continentes. Ela foi introduzida no Brasil em 2011, através da FMUSP e, hoje, o Consórcio REDCap Brasil é a entidade responsável no país pela representação oficial da ferramenta junto a mais de 100 instituições.

Para mais informações, acesse o website do REDCap Consortium Internacional.

 

Com informações da FMUSP

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados