A USP sai em busca da biodiversidade amazônica

Canal USP apresenta as expectativas e a forma de trabalho dos cientistas da Universidade que subiram ao Pico da Neblina

O Núcleo de Divulgação Científica apresenta ao público uma série de reportagens sobre a expedição de pesquisadores da USP ao Pico da Neblina, realizada com o apoio do Exército brasileiro no final do ano passado.

Confira os primeiros vídeos do especial publicado no Canal USP.

A USP sai em busca da biodiversidade amazônica

Neste vídeo, a primeira reportagem apresenta as motivações da expedição e dos dez pesquisadores  – do Instituto de Biociências, do Museu de Zoologia e da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz  – que foram até o ponto mais alto do Brasil.

Reportagem: Ana Paula Chinelli. Edição: Rafael Simões

.

Antes da partida: por que explorar o Pico da Neblina?

No vídeo abaixo, o líder da expedição, Miguel Trefaut Rodrigues, e o botânico Renato de Mello-Silva, contam qual a importância de coletar bichos e plantas na região em torno do Pico da Neblina.

Reportagem: Ana Paula Chinelli, Mônica Teixeira e Rafael Simões. Edição: Rafael Simões

 

Estudar uma espécie implica matar: as razões dos biólogos

Uma expedição de coleta de espécies para estudos biológicos implica, além de encontrar bichos e plantas, matar os espécimes. Neste vídeo, o ornitólogo Luis Fábio Silveira reflete sobre o assunto.

Reportagem: Ana Paula Chinelli. Edição: Rafael Simões

Leia também:

USP vai ao Pico da Neblina descobrir a biodiversidade do Brasil

 

Textos relacionados