Projeto Drops de Hortelã ensina educação ambiental no YouTube

Encontros ganharam versão em podcast durante a pandemia; edições semanais trazem professores e artistas falando sobre ciências e arte

O projeto Drops de Hortelã, atividade artística e cultural de educação ambiental realizada semanalmente na cantina da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP ganhou nova versão de podcast no YouTube. Agora os interessados podem participar dos encontros sem sair de casa.

A professora Clarice Sumi Kawasaki, coordenadora do Drops, conta que a versão Drops de Hortelã em Casa foi pensada especialmente para acontecer durante o isolamento social. “A ideia é abrir a roda para o discurso cultural e ambiental.” 

Os encontros têm a participação de professores e alunos da FFCLRP, assim como de artistas locais. Cada encontro semanal se transformou num podcast no canal do projeto no YouTube. Realizado às quartas-feiras, o Drops de Hortelã em Casa tem quatro sessões: Ciência Mundana, que traz explicações sobre o mundo e a vida, Educomunicando, aborda questões da educação e comunicação, Planta na Mente, sobre assuntos psicodélicos e lúdicos, e Olha o Que Estou Vendo e Lendo, que dá dicas culturais e faz comentários sobre leituras e filmes. 

Os primeiros encontros contaram com a participação do ecólogo da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Ribeirão Preto, Perci Guzzo, assim como dos professores Nélio Bizzo, da Faculdade de Educação (FE) da USP, Daniela Sudan e Marco Antonio de Almeida, da FFCLRP, Maristela Polettini, do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e da educadora de artes e teatro Renata Martelli, da Escola Miró de Ribeirão Preto. Para acessar todo o conteúdo do podcast, basta acessar o canal do Drops de Hortelã em Casa no YouTube

Mais informações estão na página do Drops de Hortelã no Facebook

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.