Professores da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto recebem a mais alta honraria da Universidade

A condecoração foi criada em 2008 para homenagear pessoas, entidades e organizações que contribuem para a valorização institucional, cultural, social e acadêmica da USP

 30/06/2021 - Publicado há 4 meses

Os professores Benedito Antônio Lopes da Fonseca, Dimas Tadeu Covas, Benedito Carlos Maciel e Fernando de Queiroz Cunha, todos da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, estão entre os professores e  ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) agraciados com a medalha Armando de Salles Oliveira, a mais alta honraria da Universidade. A concessão foi aprovada pelo Conselho Universitário, em reunião virtual realizada no dia 29 de junho.

A condecoração foi criada em 2008 para homenagear pessoas, entidades e organizações que contribuem para a valorização institucional, cultural, social e acadêmica da USP e leva o nome do governador do Estado de São Paulo que assinou o decreto de criação da USP no ano de 1934.

Leia a matéria completa aqui.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.