Maioria das grandes cidades brasileiras tem queda no preço de imóveis

Região Sul foi a única que teve crescimento no último trimestre do ano; Fortaleza apresentou queda de 8% nos preços

As regiões Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste apresentaram quedas reais nos índices de preço de venda de imóveis. Fortaleza teve uma queda abrupta de 8,01%, e as cidades do Sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte) tiveram queda de 1,25%, 2,29% e 1,58% respectivamente. A região Sul teve leve crescimento em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre de 0,62%, 0,86% e 0,16% respectivamente.

No acumulado de doze meses, entre dezembro de 2018 e 2019, as cidades do País que tiveram maiores elevações de preço foram Manaus, Vitória e Florianópolis. As cidades com maior recuo, além de Fortaleza, foram João Pessoa e Curitiba.

A cidade do Rio de Janeiro fechou dezembro de 2019 com o metro quadrado mais caro do País, valendo R$ 9.331, seguido por São Paulo, com R$ 9.015, e Brasília, com R$ 7.346. Em Ribeirão Preto o preço médio foi de R$ 4.210.

Construção Civil
Os dados do IBGE mostram que o setor apresentou crescimento em relação ao trimestre anterior, com aumento de 6,15%. Em relação ao mesmo trimestre de 2018, o aumento foi de 4,40%.

Crédito
As operações de crédito no País aumentaram 2,76% entre o mês de outubro de 2018 e 2019. O financiamento imobiliário apresentou uma variação negativa, de -2,79%.

A Região Metropolitana de Ribeirão Preto apresentou uma variação de crédito negativa de -6,84%, enquanto o financiamento imobiliário avançou 3,18% no mesmo período de comparação. A cidade de Ribeirão Preto é responsável por 72% do valor das operações de crédito e por 68% do valor do financiamento imobiliário, dados que se mantêm estáveis desde outubro de 2018.

As informações são do Boletim de Construção Civil de janeiro de 2020, feito pelos pesquisadores Eduardo Teixeira e Pedro Roveri, com supervisão do professor Luciano Nakabashi, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP.

 

Por: Maria Paula Soeltl

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.