Interprofissionalidade pode desenvolver competência e melhoria nos cuidados à saúde

O tema foi discutido na sétima edição do Simpósio da Graduação da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e contou com palestras, relatos de experiências e rodas de conversa

 26/08/2021 - Publicado há 3 meses
Por

“A interprofissionalidade é uma resposta às práticas fragmentadas de cuidados de saúde e é definida como o desenvolvimento de uma prática coesa entre profissionais de diferentes disciplinas”, explicou Marcelo Viana Costa, professor Multicampi de Ciências Médicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), durante palestra sobre o panorama brasileiro da interprofissionalidade nos currículos.

Para o professor, é importante as universidades desenvolverem uma educação integrada entre os cursos da saúde. “É preciso assegurar que haja esse encontro entre estudantes de diferentes profissões, que nesse encontro haja interação e que nessa interação a gente tenha clareza do propósito explícito de desenvolver competência para a colaboração e melhoria dos cuidados”, afirma.

A palestra do professor Costa fez parte do sétimo Simpósio de Graduação da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, que teve a participação de professores, funcionários e estudantes da unidade. O objetivo do evento foi incentivar o diálogo sobre a interprofissionalidade para a modernização do currículo dos sete cursos de graduação da FMRP: Ciências Biomédicas, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Informática Biomédica, Medicina, Nutrição e Metabolismo e Terapia Ocupacional.

Importância da interprofissionalidade na FMRP

Durante a abertura do evento, o professor e diretor da FMRP, Rui Alberto Ferriani, ressaltou a importância de reunir esforços para que todos os cursos da unidade caminhem para a integração. “Todas as profissões são centro do atendimento ao paciente, o tema foi muito oportuno e devemos explorar a interprofissionalidade cada vez mais.”

Ressaltando a importância da temática para os novos currículos da unidade, o professor e presidente da CG, Miguel Angelo Hyppolito, reforçou que um dos objetivos da realização do evento é expor questões práticas para serem aplicadas nos cursos. A abertura foi finalizada com a apresentação da USP Filarmônica com o maestro Rubens Russomano Ricciardi.

Experiências em Ribeirão Preto

A programação ainda contou com relatos de experiência na FMRP com as professoras Aldaísa Cassanho Forster, coordenadora do PET-Saúde Interprofissionalidade; Lilian Neto Aguiar Ricz, presidente da Comissão de Residência Multiprofissional da USP (Coremu) no Hospital das Clínicas da FMRP; e Regina Carreta, coordenadora da disciplina optativa Atuação Interprofissional em Promoção da Saúde na Comunidade.

Além disso, os estudantes e presidentes da Liga Interprofissional de Atenção Integral à Saúde (Lias) da FMRP, Andrea Gracindo da Silva e Gilberto da Cruz Leal, apresentaram comunicação sobre a vivência na área. O simpósio foi finalizado com a dinâmica de discussão em pequenos grupos para avaliar as ações dos cursos da FMRP sobre a interprofissionalidade.

O evento, que aconteceu no dia 18 de agosto, foi organizado pela Comissão de Graduação (CG) da unidade.

Os interessados podem assistir ao evento neste link.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.