Evolução genética dos brasileiros é tema de webinar

O Centro de Estudos Latino-Americanos (Clas) da Vanderbilt University promove no dia 19 de janeiro, a partir das 15h (horário de Brasília) o webinar Ciência na América Latina: Evolução e Formação Genética de Brasileiros, com o professor Sergio Pena, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e membro da Academia Brasileira de Ciências e da World Academy of Sciences. 

Dentro do projeto para disseminar a ciência produzida na América Latina, o Clas promove o webinar que vai abordar a ancestralidade do brasileiro, diz o professor Gustavo Goldman, professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP e professor visitante do Clas. “Vários marcadores genéticos e moleculares são utilizados visando a demonstrar a extensa mistura genômica dos brasileiros, por isso o seminário discutirá as repercussões da nossa ancestralidade e como isso se reflete nas diferentes regiões do Brasil.”

O Clas é classificado como Centro Nacional de Recursos para a América Latina pelo Departamento de Educação dos Estados Unidos e recebe financiamento federal para ensinar alunos de graduação e pós-graduação, educadores, comunidade empresarial e o público em geral sobre a América Latina. 

Sérgio Pena

Professor Sérgio D. J. Pena, médico pela Universidade Federal de Minas Gerais, formou-se em Pediatria e Genética Médica nos Estados Unidos e Canadá. Ele se tornou um fellow do Royal College of Physicians and Surgeons of Canada em Pediatria em 1975. Graduado em Genética Humana pela University of Manitoba, Canadá, em 1977. Após um ano de estudos de pós-doutorado no National Institute of Medical Research em Londres, Inglaterra, foi nomeado professor assistente no Montreal Neurological Institute da McGill University em Montreal. Permaneceu lá até 1982, quando retornou ao Brasil e tornou-se professor da Universidade Federal de Minas Gerais e mais tarde criou o Gene – Núcleo de Genética Médica, empresa de biotecnologia que presta serviços de genética clínica e diagnóstico forense de DNA no Brasil. Publicou sete livros e cerca de 300 artigos científicos. Foi presidente da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, presidente do Programa Genoma Humano Latino-Americano e membro do Conselho da Organização do Genoma Humano (HUGO). É membro da Academia Brasileira de Ciências e da World Academy of Sciences (TWAS). 

As inscrições podem ser feitas  aqui.