Este ano mais de 900 mil pessoas terão diagnóstico de câncer na região da cabeça e pescoço

Para conscientizar a população sobre a necessidade de prevenção foi criado o Julho Verde, com ações sempre no dia 27 de julho, Dia Mundial de Prevenção ao Câncer de Cabeça e Pescoço

Em celebração ao Dia Mundial de Prevenção ao Câncer de Cabeça e Pescoço, comemorado no dia 27 de julho, bem como ao Julho Verde, instituído pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) como mês de prevenção da doença, serão realizados eventos on-line para discutir o tema.

Para contribuir com a Campanha Nacional de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço, a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP convidou especialistas da saúde para discutir o tema em evento on-line, organizado pela coordenadora do Laboratório de Investigação de Voz e da Fala do Curso de Fonoaudiologia da FMRP-USP, Lílian Neto Aguiar Ricz.

O bate-papo será transmitido nesta segunda-feira, 27 de julho, às 19h e traz o professor e coordenador da Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina (HCFMRP) da USP, Hilton Ricz, e a médica assistente do HCFMRP e oncologista clínica, Tatiane Cardoso Motta. O evento pode ser acompanhado por aqui no Instagram da Clínica Civil. 

Ainda nesta segunda-feira, 27 de julho, às 19 horas, o Coral Vozes do Brasil de Pacientes Laringectomizados fará apresentação que poderá ser acompanhada pelo Youtube e Facebook. A professora e fonoaudióloga Elisabete Carrara, coordenadora do projeto Coral Sua Voz, do  A. C. Camargo Cancer Center, em São Paulo, fará a mediação do evento, que tem como tema A importância dos grupos de acolhimento e corais como ferramentas de reabilitação e inclusão social. Participarão da apresentação 60 cantores de grupos de todas as regiões do Brasil, Sul, Sudeste, Nordeste, Norte e Centro-Oeste.

Tabagismo e alcoolismo, os grandes vilões

O tabagismo, o alcoolismo e a infecção pelo papilomavírus humano (HPV) são fatores de risco para o desenvolvimento de cânceres na região da cabeça e do pescoço. Por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e dos Centros de Atenção Psicossocial do Sistema Único de Saúde (SUS), o Ministério da Saúde oferece tratamento gratuito para o etilismo, bem como os Postos de Saúde atendem gratuitamente pacientes na condição do tabagismo.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de laringe acomete principalmente homens acima de 40 anos, sendo um dos cânceres mais comuns na região da cabeça e do pescoço. Já o câncer de tireoide afeta três vezes mais as mulheres do que os homens. Segundo o Inca, em 2020 serão contabilizados 13.780 novos casos de câncer na tireoide, sendo que 11.950 são em mulheres e 1.830 em homens. Para sucesso no tratamento de tumores na região da cabeça e do pescoço é necessário diagnóstico precoce da doença. 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.