A difícil arte de chegar ao fim de 2020 cheios de otimismo e aprendizado

Jornalismo da Rádio USP Ribeirão Preto cumpre o dever de entender e explicar aos ouvintes os efeitos da covid-19 ao mostrar a força da ciência, por meio das pesquisas da USP nos campi do interior

 23/12/2020 - Publicado há 1 ano

A Rádio USP Ribeirão Preto, FM 107,9 MHz, chega ao final de 2020 com a sensação de dever cumprido. O ano foi difícil para todos, pois tivemos que aprender a lidar com a covid-19, uma doença desconhecida que se espalhou rapidamente pelo mundo numa pandemia que provocou a pior crise vivida após a Segunda Guerra Mundial, como afirmam alguns analistas. Foi um ano em que aprendemos a exercitar a resiliência.

Nesse cenário e com menos de seis meses de atividade, o Jornal da USP no Ar – Edição Regional se viu obrigado a buscar entender e explicar o novo coronavírus e sua consequência, a covid-19, uma doença muitas vezes silenciosa e que pode levar à morte, como aconteceu com mais de 180 mil pessoas no País. Com uma equipe enxuta de apenas três jornalistas e seis estagiários, formamos um time que vestiu a camisa do jornalismo responsável. Além das notícias diárias da rádio, esses profissionais produziram semanalmente 11 programas temáticos, colunas, podcasts e boletins informativos, e, ainda, textos específicos para o Jornal da USP

Ao longo do ano, conseguimos produzir 231 reportagens para a rádio, ouvindo os especialistas de todas as áreas da USP, professores, pesquisadores, alunos e funcionários. Cerca de 24% dessas reportagens falaram sobre a covid-19 nos mais amplos aspectos, desde as pesquisas laboratoriais para produção de vacina contra o Sars-Cov-2, o vírus que provoca a covid-19, até o impacto psicológico sobre o emocional das pessoas, que precisaram aprender a viver com o novo normal, como as restrições de circulação, protocolos sanitários de uso de máscara e limpeza de mãos com água e sabão ou com o álcool a 70 por cento. 

Mas o maior impacto das medidas adotadas foi o isolamento social. E fomos atrás para aprender a lidar com a situação que levou muita gente a trabalhar em casa. O home office passou a ser uma alternativa concreta e real na vida de muita gente. Mas como conciliar o trabalho em casa com as atividades do lar? Como conciliar o trabalho em casa e o convívio com os filhos? O Jornal da USP no Ar – Edição Regional também foi em busca destas respostas para que todos conseguissem se reinventar.

E contamos com o auxílio luxuoso das assessorias de imprensa dos campi da USP nas cidades de Bauru, Lorena, Piracicaba, Pirassununga e São Carlos que, quando não produziam as reportagens, nos ajudavam a produzi-las e levar ao ouvinte as novidades de cada campus. O Instituto de Estudos Avançados, o IEA, Polo de Ribeirão Preto, foi outro parceiro precioso, além dos professores e alunos que produzem, em parceria, os podcasts, colunas e boletins.

Tivemos eleições municipais e o Jornal da USP no Ar – Edição Regional acompanhou de perto, cobrindo o pleito e entrevistando os candidatos. As medidas adotadas pelo governo federal e também as descartadas foram repercutidas com responsabilidade na análise de diversos especialistas docentes e pesquisadores. Estivemos atentos aos principais fatos que marcaram o ano dentro e fora dos campi da USP no interior do Estado. E é com esse espírito que vamos agora fazer uma pequena pausa para respirarmos e retornar em 2021 com as energias renovadas.

Nós, que fazemos a Rádio USP em Ribeirão Preto, desejamos a todos um Feliz Natal e um Ano Novo de esperança numa ciência cada vez mais valorizada e impactante na vida de cada um. Esperamos vocês em 2021. Até lá, vocês ficam com a programação musical da rádio. Mas, convidamos ainda para que confiram algumas das reportagens de 2020 nos links abaixo. Ouça no áudio acima o balanço das atividades da Rádio USP e do Jornal da USP em Ribeirão Preto.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.