Voto distritão é negativo para a sociedade brasileira, diz colunista

Renato Janine Ribeiro discute o voto distritão e o financiamento público de campanhas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O professor Renato Janine Ribeiro comenta em sua coluna desta semana dois temas que fazem parte da reforma política e que estão em discussão no Congresso Nacional: o voto distritão e o financiamento público de campanhas políticas.

No voto distritão, vencem as eleições os candidatos mais votados em cada município ou Estado. O professor considera esse sistema uma luta individual, no qual  não interessa eleger colegas de partido. Para Janine, o distritão não contribui para a democracia e vai personalizar a candidatura. “Os resultados são tão negativos que apenas quatro países no mundo adotam esse sistema, entre eles o Afeganistão. Não creio que o Brasil deva se tornar o quinto”, opina.

Quanto ao financiamento público de campanhas e aumento do fundo partidário para R$ 3,6 bilhões, o professor considera que, neste momento, não está nada seguro que seja bom para a sociedade esse tipo de financiamento público.

Ouça o áudio na íntegra no link acima

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail