USP participa de projeto conjunto de pesquisas sobre doença de Chagas

Principal descoberta até o momento foi a eficiência de um fármaco antes rejeitado pelos médicos, o benzonidazol

 18/04/2019 - Publicado há 3 anos
Por

Em parceria com três faculdades do Estado de Minas Gerais, a USP participa do projeto Sami-Trop, um programa de pesquisas sobre medicina tropical no eixo São Paulo e Minas Gerais. A coordenadora do projeto, professora Ester Sabino, fala sobre os principais objetivos e descobertas do Sami-Trop.

Segundo a professora, um dos resultados mais notáveis é a eficácia do benzonidazol, que antes era considerado pouco útil no combate à doença. A busca por biomarcadores, diz a professora, continua sendo a linha principal de pesquisa do projeto. Estudos com grandes amostragens de pacientes, ao longo de períodos de mais de 20 anos, segundo Ester, foram o principal método utilizado pelo programa.

Ouça a reportagem pelo player acima.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.