USP implementa técnica de cateterismo de artéria cerebral

Método mostra eficiência no tratamento em casos mais graves de Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Foto: Reprodução

Para o tratamento do AVC, utiliza-se o trombolítico. No entanto, esse medicamento não é totalmente eficaz nos casos mais graves da doença. Foi nesse sentido que a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP implementou, com 80% a 90% de eficiência, a técnica de cateterismo cerebral.

O professor do Departamento de Neurociências da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Octávio Pontes Neto, explica como o procedimento pode aumentar o tempo para intervenção depois do início dos sintomas e, consequentemente, o número de pacientes que podem ser tratados. Além disso, o professor analisa que, já aprovado pela Anvisa, o procedimento ainda precisa ser incorporado pelo SUS. Porém, isso depende de um estudo a ser apresentado ao Ministério da Saúde.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.
.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados