USP estuda possibilidade de contratar docentes capacitados em temas da Agenda 2030

Segundo José Eli da Veiga, das 250 vagas que se abrirão, 50 poderão ser reservadas a professores que possam lecionar sobre desenvolvimento sustentável

Na opinião do professor José Eli da Veiga, a possibilidade de contratações de docentes que possam ministrar conteúdos sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Agenda 2030, é uma ótima notícia. “Mas, ao mesmo tempo, mostra também um imenso atraso”, pondera o colunista. Segundo ele, trata-se de um conhecimento que já deveria ter sido adquirido pelos alunos no currículo do ensino médio. Em seguida, durante a graduação, haveria o aprofundamento gradual dos temas. “Mas, no ensino médio, quase não se fala nesse assunto, porque depende de iniciativas das próprias escolas”, lembra Eli da Veiga. Ele lamenta que o tema não esteja nos currículos do ensino médio, mesmo que a questão tenha ganhado força com a Agenda 2030, assinada no final de 2015 por praticamente todos os países do mundo.

O colunista lembra que um dos objetivos do site Sustentáculos, quando foi lançado, era justamente fornecer subsídios aos professores do ensino médio para ensinarem sobre o tema desenvolvimento sustentável. “A ideia original era a de se ter um livro, que seria uma espécie de guia para os professores consultarem sobre as fontes ligadas ao assunto”, conta Eli da Veiga. Mas a ideia, segundo ele, evoluiu e transformou-se no site. “O espaço tem sido bastante usado por professores de faculdades do interior do Brasil que buscam subsídios sobre os 17 ODS”, afirma o colunista.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Sustentáculos.


Sustentáculos
A coluna Sustentáculos, com o professor José Eli da Veiga, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •