Uso da maconha também é perigoso no trânsito

Segundo estudo realizado no Canadá, aumento de acidentes tem relação com o uso da droga

“Se beber, não dirija, se usar maconha, não dirija também,” diz João Paulo Lotufo, médico e colunista da Rádio USP.

Em sua coluna semanal, o médico fala sobre um estudo feito no Hospital Saint Paul, no Canadá. A pesquisa, realizada durante muitos anos, mostra o aumento de acidentes automobilísticos nos Estados Unidos em um período “famoso” por ser o horário de maior consumo de maconha.

“O THC diminuiu o tempo de reação do motorista. Um dos principais princípios ativos da cannabis e um dos responsáveis pelas alterações de percepção após o consumo da planta”, esclarece João Paulo Lotufo.

O doutor falou ainda a respeito do uso da maconha entre os jovens, que vem aumentando, e sobre modelos de prevenção ao uso de drogas, como o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), do Estado, e o Programa de Prevenção ao Uso de Drogas nas Escolas de São Paulo (Gepad), da Prefeitura.

Ouça a entrevista na íntegra no link acima.

Textos relacionados