Uso abusivo de antibióticos prejudica a cura de infecções

Esse uso abusivo faz com que as bactérias desenvolvam resistência ao mecanismo de ação dos remédios

  • 213
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta semana, o boletim do Pílula Farmacêutica fala sobre a super-resistência das bactérias. Isso acontece por causa do uso abusivo de antibióticos na população e na agricultura, que faz com que as bactérias desenvolvam resistência ao mecanismo de ação dos remédios.  

Como consequência, doenças banais podem voltar a ser incuráveis. A ação dos antibióticos consiste em combater infecções destruindo partes específicas das bactérias que as causam. Para sobreviver ao ataque, algumas bactérias se adaptam e criam resistência à medicação e imunidade, conseguindo se reproduzir. Nos últimos anos, bactérias como as que causam a gonorreia, sífilis e clamídia estão respondendo cada vez menos ao tratamento.  

Para evitar essa resistência é importante algumas práticas, como tomar antibiótico somente com a receita de um profissional habilitado, não usar remédios que sobraram para iniciar um novo tratamento, não tomar antibiótico para doenças de causas virais como a gripe, além de terminar o tratamento no tempo certo estipulado pelo médico.

Ouça acima, na íntegra, o boletim Pílula Farmacêutica.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 213
  •  
  •  
  •  
  •