União Europeia é inflexível com o Mercosul

A reunião em Bruxelas não fechou acordo nas áreas de carne bovina, frango e açúcar

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

O embaixador Rubens Barbosa nesta edição comenta sobre a tentativa do acordo de livre comércio entre o Mercosul e União Europeia, que aconteceu em Bruxelas, na Bélgica. A reunião teve como objetivo fechar um acordo político entre as duas partes. De acordo com Barbosa, o Mercosul flexibilizou suas posições sobretudo na área industrial, de automóveis, aumentou a cota, reduziu a tarifa. “No entanto, do lado da União Europeia continua uma inflexibilidade do negociador. Não houve nenhum avanço sobretudo nas áreas de carne bovina, frango, açúcar.”

O avanço se deu nas contas agrícolas, regras de origem, na questão dos vinhos, lácteos, dos remanufaturados, transportes marítimos e compras governamentais. Os próximos passos acontecem na próxima reunião, em setembro, que será em Montevidéu. “Será a última tentativa dos dois lados para fechar um acordo na presidência atual do Brasil e da Argentina. Se não for possível fechar esse acordo político, que indique a firme posição das partes em fechá-lo, isso ficará para o próximo ano, somente com o novo governo e a deterioração crescente do cenário internacional”, analisa o embaixador.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Diplomacia e Interesse Nacional.

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados