Trump hostiliza, cada vez mais, a imprensa independente americana

Carlos Eduardo Lins da Silva se preocupa com o que os ataques verbais e no Twitter possam causar aos jornalistas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A relação do presidente Trump com a imprensa independente americana vem aumentando. O último acontecimento foi uma reunião fora da agenda entre o presidente americano e o publisher do New York Times. O encontro ressaltou as diferenças entre ele e a imprensa independente. “As relações continuam tensas com as declarações via Twitter, quase diárias, e as vezes mais de uma por dia, com o presidente incitando a população americana a atacar a imprensa independente nos Estados Unidos”, explica o professor.

Lins da Silva se mostra preocupado com o que esses ataques verbais podem causar. “É muito provável que em algum momento alguma tragédia acabe ocorrendo com arma de fogo em relação aos jornalistas, que Trump ataca diariamente com tanto ímpeto e hostiliza com tanta vontade, por meio de suas mensagens e de seus discursos. É evidente que se cria um clima de hostilidade com essas agressões do presidente contra os jornalistas e os veículos independentes”, esclarece.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Horizontes do Jornalismo.

 

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados