Transplante de medula óssea é uma forma de tratamento

Doação de medula para transplante é voltada ao tratamento de doença genética que afeta as células sanguíneas, como a leucemia, por exemplo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pílula Farmacêutica de hoje explica o que é o transplante de medula óssea, seus benefícios e riscos. Esse tipo de transplante é uma forma de tratamento para doenças que afetam o sangue humano. Sua função é tornar a medula óssea saudável novamente, por meio da doação de células da medula óssea de uma pessoa saudável.

A coleta da medula óssea ocorre por meio de um procedimento cirúrgico, que dura aproximadamente 90 minutos e se realiza por punções com agulhas no osso da bacia, previamente anestesiado. Os principais beneficiados com essa doação são pacientes com leucemia, doença que não permite produção de células do sangue, como também pacientes com doenças genéticas, como a anemia falciforme e a talassemia, que afetam as células sanguíneas. O procedimento de coleta da medula óssea é seguro, podendo ocorrer somente dores leves no local da retirada da medula, controlada com analgésico. 

O boletim Pílula Farmacêutica é apresentado pelos alunos de graduação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP, com supervisão da professora Regina Célia Garcia de Andrade. Trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana. Ouça, no link acima, a íntegra do boletim.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados