Título de capitalização não é considerado investimento

Taxa de rentabilidade do título é baixa e proprietário pode receber quantia menor da que foi aplicada

  • 16
  •  
  •  
  •  
  •  

Na primeira edição desta semana do boletim Em dia com o Direito, o aluno Davi Ferreira Veronese fala sobre um dos produtos populares mais vendidos pelos bancos, o título de capitalização.

O título de capitalização não é considerado um investimento, pois a taxa de rentabilidade do título é baixa, e, muitas vezes, o proprietário tem prejuízo ao receber uma quantia menor do que a que foi aplicada. Veronese explica que isso acontece porque parte do dinheiro pago é utilizado para a composição de um capital, as outras duas parcelas são destinadas ao custeio dos sorteios de que o proprietário do título participa e despesas administrativas dos bancos.

A cota de capitalização geralmente é pequena nos primeiros pagamentos do título. Além disso, o dinheiro só pode ser resgatado no final do prazo; caso o proprietário precise retirar o seu dinheiro antes, terá que pagar uma multa. “Portanto, é preciso que o consumidor tome cuidado com esse produto e conheça bem suas características antes de adquiri-lo, caso contrário, pode acabar perdendo dinheiro,” conclui o aluno.  

O Em dia com o Direito é produzido e apresentado por alunos do curso de especialização em Direito Civil: Novos Paradigmas Hermenêuticos nas Relações Privadas e coordenado pelo professor Nuno Coelho, da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP) da USP.  

 Ouça, no link acima, a íntegra do boletim.

  • 16
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados