Termo XPTO, criado para nomear Cristo, ganhou sentido erótico

Marisa Midori cita a expressão para apresentar o “Dicionário de Expressões Idiomáticas e Ditos Populares”

  • 1
  •  
  • 1
  •  
  •  

A expressão tão popular “preto no branco” vem das artes gráficas – em que a tinta preta é impressa no papel branco – e a sigla XPTO, que originalmente foi usada pelos cristãos primitivos para designar Cristo e, no século 20, recebeu conotação erótica, foram dois termos citados pela professora Marisa Midori, em sua coluna Bibliomania, para apresentar o Dicionário Brasileiro de Expressões Idiomáticas e Ditos Populares, escrito pelo professor aposentado da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, Hudinilson Urbano, e publicado recentemente pela Editora Cortez.

A coluna foi ao ar no dia 22 de junho de 2018 pela Rádio USP (93,7 MHz).

Ouça no link acima a íntegra da coluna.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 1
  •  
  • 1
  •  
  •  

Textos relacionados