Terapia gênica pode tratar doenças mitocondriais até hoje incuráveis

Edição gênica é aposta contra distúrbios ligados a mutações no DNA de estrutura celular chamada mitocôndria

  • 185
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta edição de Decodificando o DNA, Mayana Zatz comenta sobre uma pesquisa publicada na revista Nature Medicine demonstrando como a terapia gênica pode ser eficiente no caso das chamadas doenças mitocondriais. Como o nome aponta, trata-se de doenças que atingem as mitocôndrias, estruturas conhecidas como as usinas de energia das células, com DNA próprio, e cujo material genético é herdado apenas da mãe. Embora o DNA mitocondrial tenha um peso pequeno nas características gerais do indivíduo, mutações nestes genes causam déficit de energia celular, dando origem a várias doenças.

No estudo citado, a edição gênica foi capaz de corrigir mutações no DNA mitocondrial em modelos animais.

Ouça a professora do Departamento de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências (IB) da USP clicando no áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 185
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados