Teatro Oficina simboliza a resistência do Bexiga

Professor da FAU lamenta que um bem tombado seja prejudicado por “interesses de mercado”

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O professor Guilherme Wisnik, na coluna Espaço em Obra, critica o parecer do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) dando aval para a construção de edifícios ao redor do Teatro Oficina, no bairro do Bexiga, em São Paulo.

Para o professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, há uma “cooptação dos órgãos de preservação do Brasil pelas forças do mercado imobiliário da especulação”.

“O Teatro Oficina não representa uma luta solitária”, afirma Wisnik. “É um foco de resistência, um dos últimos na área central de São Paulo, contra essa pasteurização do mercado imobiliário como um todo.”

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Espaço em Obra.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados