Taxa de suicídio entre jovens é preocupante

Indivíduos entre 15 e 24 anos apresentam altas taxas de suicídio, ou de tentativas, semelhantes às que atingem pessoas acima de 65 anos

Por que um jovem desejaria acabar com sua vida, ou a de semelhantes, no início de sua existência?, pergunta o professor Paulo Saldiva em certo trecho de seu comentário sobre o recente massacre ocorrido numa escola em Suzano, na região metropolitana de São Paulo. Ele atribui parte do problema a um fenômeno que identifica como recente – a falta de sentido ou de esperança em encontrar um espaço ou algo prazeroso nos dias que correm. De resto, observa, a esperança é muito importante para que se continue a viver, e é esse sentimento que faz com que o ser humano consiga sobreviver mesmo nas piores situações ou condições.

Para Saldiva, talvez caiba à escola, a despeito de seus inúmeros problemas e dificuldades, reconhecer a diferença entre uma tristeza passageira e uma profunda desesperança. Acompanhe o comentário da coluna Saúde e Meio Ambiente pelo link acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 79
  •  
  •  
  •  
  •