Surgem perspectivas para o tratamento da ELA | Jornal da USP

Surgem perspectivas para o tratamento da ELA

Nesta semana, o professor Octávio Pontes Neto fala sobre estudo realizado por pesquisadores americanos para conter o avanço da Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). O professor conta que os pesquisadores criaram um adenovírus que funciona como vetor e infecta os neurônios motores.

A doença, explica, é degenerativa progressiva, que afeta os neurônios motores do cérebro e da medula espinhal e causa fraqueza progressiva, como dificuldade para segurar objetos, andar e até deglutir.  

Pontes Neto ainda revela que os medicamentos disponíveis hoje em dia são antioxidantes, de alto custo, que podem retardar a evolução e aumentar  a sobrevida em alguns meses. Ouça acima, na íntegra, o comentário do professor Octávio Pontes Neto.

Por: Giovanna Grepi

Este post foi modificado as April 24, 2018, 1:47 pm