Substâncias que desregulam hormônios são vendidas livremente

Colunista alerta para a presença de perturbadores endócrinos no dia a dia do consumidor

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ao contrário dos agrotóxicos, que ao menos têm o uso regulamentado no País, a existência dos perturbadores endócrinos é pouco discutida no Brasil. Esses perturbadores atuam como hormônios dentro do corpo humano, podendo causar complicações em diversas funcionalidades do organismo.

O professor José Eli da Veiga aponta que eles estão presentes em diversos produtos à venda nos supermercados e nas farmácias — mas, infelizmente, não existe nenhum tipo de lista oficial para que se possa identificá-los. O colunista traz o exemplo do bisfenol A, substância presente em diversas mercadorias feitas de plástico, como mamadeiras. Ele também convida a todos para assistir a um programa da TV Cultura sobre o tema.

Ouça a coluna completa no áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados