Somente uso de aparelho ortodôntico não cura disfunção mandibular

Fatores causadores da doença vão além da oclusão dentária e tratamento deve ser acompanhado por especialista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Segundo a professora Mírian Matsumoto, da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP), a disfunção temporomandibular é multifatorial. Além de problemas musculares e de oclusão dentária (mordida), fatores psicocomportamentais, como depressão, estresse e ansiedade, também podem causar o transtorno.

A professora explica que, antes do paciente se utilizar do tratamento ortodôntico para cura, ele deve procurar um especialista em disfunção temporomandibular e dor orofacial para um diagnóstico correto e indicação do tratamento adequado. Como as causas da doença tem fatores diversos, a professora explica que somente o uso de aparelhos ortodônticos não tiram o sintoma da dor de cabeça por completo, nem corrige totalmente a disfunção.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados