Sob ataques, imprensa deve ter ainda mais cuidado com erros

Com a credibilidade da mídia sendo sucessivamente posta em questão, atenção com erros deve ser redobrada para evitar que episódios sejam capitalizados por quem ataca

Na sua edição de 23 de julho, o The Washington Post publicou uma matéria cheia de erros que exigiu 15 correções. A reportagem trata de famílias negras tentando manter suas terras agrícolas nos Estados Unidos, e os erros vão de nomes, datas e vigência de leis até a omissão de informações sobre processos judiciais. O jornal publicou uma correção detalhada e, em um comunicado, o editor executivo Marty Baron disse estar envergonhado.

Nesta edição de sua coluna, o professor Carlos Eduardo Lins da Silva afirma que é difícil especular os motivos que façam com que tantos erros passem num veículo grande como o Post, mas que, em sua opinião, a postura do jornal após o incidente foi correta. Principalmente considerando o momento, que já perdura, de ataques à credibilidade da imprensa por parte de políticos, que podem usar esses incidentes para reforçar seu discurso.

Ouça, no player acima, a íntegra da coluna Horizontes do Jornalismo.


Horizontes do Jornalismo
A coluna Horizontes do Jornalismo, com o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •