Silenciosamente, câncer do ovário mata muitas mulheres no mundo

O colunista Alexandre Faisal afirma que os sintomas só aparecem na fase tardia da doença

Na coluna Saúde Feminina de hoje, Alexandre Faisal comenta sobre o Dia Mundial da Luta Contra o Câncer do Ovário. Para Faisal, embora o tema do câncer no ovário não ocupe muito o noticiário, é algo bastante importante para a saúde feminina.

Esse tumor é um dos mais agressivos dentre os tumores femininos. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) estimam que há seis mil casos novos no período de 2018 a 2019, “isso significa seis novos casos a cada 100 mil mulheres por ano”, explica o especialista.

Faisal ressalta que esse tipo de câncer é bastante silencioso, com os sintomas só aparecendo nas fases tardias da doença. “Nas fases iniciais, o diagnóstico pode passar despercebido.”

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Saúde Feminina.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.