Serviços de saúde são aliados das mulheres vítimas de violência doméstica

Além da Lei Maria da Penha, as mulheres podem contar com os profissionais de saúde na orientação sobre seus direitos

  • 66
  •  
  •  
  •  
  •  

A Lei Maria da Penha completou 12 anos neste mês de agosto e se tornou fundamental no auxílio para vítimas de violência doméstica. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a lei colaborou para a redução de cerca de 10% na taxa de homicídios que ocorriam em domicílio.

De acordo com a professora e especialista em Enfermagem Psiquiátrica, Zeyne Alves Pires Scherer, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP, qualquer pessoa pode denunciar um caso de violência e as medidas serão tomadas para zelar pela vida da vítima.

Zeyne conta ainda que muitas mulheres não procuram diretamente os serviços de saúde por acreditar que não encontrarão respostas nesses locais.  No entanto, os serviços de saúde são importantes para auxiliar as vítimas a dar início ao processo de denúncia.

O diálogo com essas vítimas é essencial, pois muitas possuem dificuldades em reconhecer que estão em situação de violência. “A primeira medida é conversar, abrir espaço para ela falar sobre o que acontece, dar apoio. Depois, incentivar que procure ajuda, que pode ser em atendimento nos serviços de saúde,” diz a professora.

Ouça a entrevista no link acima.

  • 66
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados