Sempre há uma utilidade para novos conhecimentos

País pode aprender muito com o exemplo de nações que valorizam a ciência e o conhecimento

 

Na coluna Ciência e Cientistas, o professor Paulo Nussenzveig mostra que há muito o que aprender com o exemplo de países que valorizam a ciência e o conhecimento. “Autoridades federais e estaduais alemãs informaram que os orçamentos para pesquisa no país crescerão a uma taxa de 3% ao ano, nos próximos dez anos. Isso representará um aporte adicional de 17 bilhões de euros no período”, afirma, ao comentar matéria publicada pela revista Science no último dia 3 de maio. “A Alemanha não vive uma crise econômica como a nossa. Mas essa taxa anual de crescimento vem desde 2006, incluindo o período de crise econômica mundial, em 2007/2008.”

Nussenzveig destaca que o financiamento à pesquisa básica, feito primordialmente por órgãos governamentais no mundo inteiro, ainda segue princípios enunciados por Vannevar Bush, em documento produzido a pedido do então presidente dos Estados Unidos, Franklin Roosevelt, e publicado em julho de 1945. “Ciência, a fronteira sem fim é um documento de seis capítulos, abordando os tópicos: a guerra contra as doenças, a ciência e o bem-estar social, a renovação do talento científico, o problema da reconversão científica (após o esforço concentrado durante a guerra), os métodos para atingir os objetivos”, relata.

“No capítulo sobre a renovação do talento científico, há um alerta claro”, aponta o professor. “Seria uma loucura criar um programa para expandir a pesquisa em ciências naturais e medicina ao custo de prejudicar as ciências sociais, humanidades e outros estudos tão essenciais ao bem-estar da nação.”

Ouça mais no áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.