Selo Fiscal de Controle e Procedência agora é obrigatório na comercialização de água mineral

O selo deve estar afixado, manual ou automaticamente, no lacre do recipiente e a medida vale para galões novos, já em comercialização, ou até mesmo para aqueles reaproveitados

Por
Galões de água retornáveis acima de quatro litros devem apresentar o Selo Fiscal de Controle e Procedência – Arte sobre ilustrativo dos Selos do Estado de São Paulo – foto: Oswaldo Corneti/Fotos Públicas

 

Desde o início de fevereiro está sendo exigido, segundo novas regras da Secretaria da Fazenda e Planejamento, que galões de água retornáveis acima de quatro litros apresentem o Selo Fiscal de Controle e Procedência. Ele deve estar afixado, manual ou automaticamente, no lacre do recipiente. O estabelecimento envasador deve estar devidamente credenciado junto à Secretaria da Fazenda e Planejamento e aos demais órgãos de controle de procedência. Para Roberto Augusto Pfeiffer, professor do Departamento de Direito Comercial da Faculdade de Direito da USP, “essa obrigatoriedade tem por objetivo controlar o pagamento de tributos por parte das empresas distribuidoras.” 

A medida vale para galões novos, já em comercialização, ou até mesmo para aqueles reaproveitados. Venda com selo rompido está proibida. A vistoria ficará sob a responsabilidade da Secretaria da Fazenda, mas, na opinião do professor Pfeiffer, “os consumidores poderão ajudar no controle e fiscalização do lacre nos garrafões, realizando denúncias de irregularidades”.

Quem descumprir a medida ou o distribuidor que circular ou comercializar galões sem o selo irá pagar uma multa de quatro Unidades Fiscais do Estado de São Paulo para cada recipiente irregular. Isso dá um valor de R$ 116,36. As denúncias podem ser feitas no site da Secretaria ou pelo e-mail setorialbebidas@fazenda.sp.gov.br. O consumidor deve apresentar informações como data da aquisição do produto, fotos da nota fiscal e da embalagem, código de barras e nome da empresa. 


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.