Segredo dos atletas “vovôs” está na técnica

Para Paulo Roberto Santiago a biomecânica desses atletas se mostrou eficiente para o alto desempenho mesmo com idade avançada

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Nesta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre os “vovôs” atletas, aqueles que, mesmo com idade mais elevada, ainda têm bom desempenho nas práticas esportivas. Santiago explica que, por muito tempo, uma vertente de alto rendimento estava baseada nas técnicas, mas a fisiologia do exercício e os métodos de treinamento acabaram dando importante suporte a esses atletas e levaram ao diferencial de hoje.

Uma explicação para o alto rendimento desses atletas  é o fato de que, quando mais jovens, conseguiam suportar longos períodos de treinamento com grande carga para alto rendimento. Segundo o professor, “nos jogos, esses atletas conseguiam se destacar pelo porte físico”.

Entretanto, diz, foi constatado que a fisiologia dos atletas evolui até um determinado ponto. A partir daí,  a biomecânica se mostrou eficiente para que os esportistas passassem a ter alto desempenho, mesmo com a idade avançada.

Como exemplos de atletas “vovôs” com alto rendimento, o professor cita os tenistas Roger Federer e Rafael Nadal e o nadador Michael Phelps, os quais, mesmo com idade mais elevada, ainda permanecem no topo dos rankings da modalidade a que se dedicam. “Mesmo não sendo mais considerados ‘jovens’ atletas, carregam toda a bagagem técnica que obtiveram em sua formação.” Ouça no link acima a íntegra da coluna do professor Paulo Roberto Pereira Santiago.

Por: Thainan Honorato

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados