Saúde enfrenta desafios que estão além de sua esfera

O colunista se refere a uma realidade sobre a qual a saúde não tem controle direto, embora seja afetada por ela

Recentemente, um encontro sobre saúde global, organizado por 28 faculdades de medicina do mundo todo, discutiu uma situação complexa que afeta hoje o sistema de saúde internacional: “Vários fatores de adoecimento das pessoas e, consequentemente, os métodos de promoção de saúde recaem em ações que devem ser realizadas sobre assuntos e processos que não estão diretamente relacionados à saúde”. O professor Paulo Saldiva cita como exemplo o manejo do lixo urbano, que, uma vez não controlado, induz à proliferação de mosquitos transmissores de doenças infecciosas. De acordo com o colunista, o setor de saúde não tem como controlar essa realidade, já que não é dele a tarefa de ditar normas sobre a ocupação do solo, embora isso venha a afetar a saúde.

Trata-se, ainda segundo ele, de um desafio enorme para a saúde, que terá de dialogar com vários setores. Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna Saúde e Meio Ambiente.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.