São Carlos possui um doutor a cada 100 moradores

Investimento contínuo e planejamento na distribuição de recursos são importantes para sucesso, afirma professor da USP

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

Medicina – Foto: Visual Hunt/CCO

Reconhecida nacionalmente como capital da ciência e tecnologia, São Carlos (SP) segue se mantendo no topo da pirâmide do conhecimento. Um estudo da USP mostra que, nos últimos sete anos, o município do interior paulista registrou um considerável aumento no número de profissionais com doutorado. Hoje são mais de 2.530 doutores em uma cidade com aproximadamente 250 mil habitantes, o que representa um doutor para cada 100 moradores, média quase dez vezes maior que a nacional. A pesquisa considerou dados oficiais da Universidade de São Paulo; Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP – Campus São Carlos); Embrapa Instrumentação; Embrapa Pecuária Sudeste; Centro Universitário Central Paulista (Unicep) e ParqTec.

Esse sucesso tem razões multifatoriais, afirma o professor Hamilton Varela, vice-presidente do Instituto de Química da USP em São Carlos. “Se eu fosse atribuir a poucas, para não me alongar muito, seria investimento contínuo dos governos estadual e federal, o foco em algumas áreas em particular, e a capacidade que a cidade tem de absorção desses doutores.”

Varela ressalta, contudo, que o cenário está um pouco inseguro atualmente. “Os governos federal e estadual assumiram há cerca de cinco meses, então nós temos um cenário de alguns desafios, assim, para dizer o mínimo. Temos que levar em consideração também a situação econômica, que não depende especificamente de ações do governo.” Varela comenta que a Universidade de São Paulo é financiada por um porcentual fixo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS): “Então, a economia indo bem, nós vamos bem. Caso contrário, há dificuldades”.

O professor comenta estudo, ainda em andamento, que mostra como o alto número de startups em São Carlos é fundamental para a atividade econômica. “Todos esses doutores, pouco mais de 2,5 mil, estão empregados essencialmente. Muda bastante a atividade econômica da cidade, aspectos culturais.” Varela adiantou que um estudo sobre o tema será apresentado em breve. Ele relembra que investir em planejamento, “focar em áreas específicas e colocar um pouco de inteligência na distribuição de recursos é fundamental”.

jorusp

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •