Saída dos EUA torna “imprevisível” acordo nuclear com Irã

Professor da USP alerta que um evento em determinado setor, ainda que não econômico, pode afetar a economia global

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Professor de Direito Internacional da USP, Alberto do Amaral Júnior discorre sobre a decisão do presidente norte-americano Donald Trump de abandonar a resolução nuclear com o Irã.

“Esse acordo estabelece, basicamente, que há um teto máximo de 15 anos para que o Irã possa usar urânio enriquecido. Em segundo lugar, limita a construção de novas centrífugas em um período de 10 anos. E, em terceiro lugar, estabelece a necessidade de uma fiscalização internacional”, detalha Amaral.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados