Ribeirão Preto coordena criação do Museu da Biodiversidade na USP

Professor Bockmann fala sobre a tragédia que abateu o Museu Nacional do Rio de Janeiro e a proposta do museu de história natural da USP

  • 46
  •  
  •  
  •  
  •  

O programa Ambiente É o Meio desta semana entrevista o professor Flávio Alicino Bockmann, do Departamento de Biologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, para falar sobre a criação do Museu da Biodiversidade em Ribeirão Preto.

O trabalho na coordenação desse museu de história natural faz o professor refletir sobre a realidade do triste fato ocorrido recentemente com o Museu Nacional do Rio de Janeiro. O local acumulou, pela sua história, muitos objetos arqueológicos e  agregou estudiosos de diversas áreas como “uma central de produção de conhecimento”, avalia Bockmann. “É a memória pretérita, presente e o que nós vamos fazer no futuro”, conclui.

Sobre a iniciativa de um Museu da Biodiversidade em parceria com toda a comunidade, o convidado diz que a idéia é permitir reflexão sobre várias questões, “desde a origem da matéria até a espécie humana, examinando questões da atualidade muito mais que um Museu convencional de história natural”.

Ambiente É o Meio é uma produção da Rádio USP Ribeirão Preto em parceria com professores da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP e Programa USP Recicla da Superintendência de Gestão Ambiental (SGA) da USP.

  • 46
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados