Revista “Realidade” marcou época na história da imprensa nacional

Dulcilia Buitoni afirma que a publicação, que circulou durante dez anos, contribuiu para a construção da visualidade do País à época em que a ditadura se acirrava

 07/12/2020 - Publicado há 10 meses
Por

Realidade foi uma revista mensal lançada pela Editora Abril que circulou de 1966 a 1976. Eventualmente, a editora relança edições comemorativas da revista. No segundo semestre deste ano, foi a vez da edição de outubro de 1971, que tinha como tema central a Amazônia. 

A revista, que trazia grandes reportagens e fotojornalismo de alta qualidade, não se equiparava a nada que existia na imprensa brasileira, como conta Dulcilia Buitoni, jornalista e professora titular aposentada da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Segundo ela, apesar de, nos anos 50, revistas como O Cruzeiro serem responsáveis pela construção da visualidade do País, a Realidade aprofunda essa missão com a intenção de apresentar “o Brasil aos brasileiros, justamente à época em que a ditadura militar estava a se fechar ainda mais”, aponta.

Assim como o restante da imprensa à época, a revista também sofreu com os dispositivos de censura. A professora menciona um caso de apreensão de exemplares da edição de número 10 da revista, em 1967, cujo tema central era a mulher brasileira. “Eram matérias contestadoras, falando sobre mães solteiras, sobre partos, mas sempre respeitosas. Esse caso foi um estudo sobre a mulher brasileira e uma edição da revista que ficou para a história”, comenta Dulcilia.

Ouça a íntegra da reportagem no player. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.