Renato Janine discorda do termo popular: a ética do ladrão

Há que se distinguir entre a ética de um determinado grupo da ética propriamente dita, que defende valores como honestidade, justiça e correção

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

logo_radiousp790px

.

Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ via Fotos Públicas
O termo ética significa um conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral de um indivíduo, de um grupo social ou de uma sociedade. Dentro dessa significação Renato Janine Ribeiro comenta o que pensa sobre o termo usado popularmente Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ via Fotos Públicas

Existe uma ética do ladrão? Nas cadeias, é sabido que estupradores e pedófilos são hostilizados pelos demais. Mesmo assassinos cruéis têm repugnância por certos crimes. O professor Renato Janine Ribeiro não concorda com a chamada ética do ladrão. “Quando se fala que tem uma ética do ladrão, você está descrevendo, você não está prescrevendo. Você está dizendo que existem valores que os ladrões seguem, mas não está dizendo que esses valores são justos”, afirma.

.

.

.

.

.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados