Reforma da Previdência ainda traz dúvidas à população

“USP Analisa” terá dois programas especiais para debater o tema e esclarecer as principais questões sobre a proposta

Reforma da Previdência – Foto: Pedro França / Agência Senado

As mudanças nas regras de aposentadoria que estão em discussão atualmente no Congresso vão trazer uma série de mudanças significativas à vida do brasileiro. Mas, afinal, por que é tão necessário alterar o atual sistema de Previdência Social? Para discutir esse tema, o USP Analisa terá duas edições especiais com o professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP, Luís Eduardo Afonso, e o professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP, Amaury Patrick Gremaud. 

Para Afonso, o que torna imprescindível a reforma proposta não é exatamente o déficit da Previdência, mas sim o gasto que o País tem com o pagamento das aposentadorias. Além disso, ele ressalta que é importante corrigir desigualdades no atual regime. 

“O Brasil gasta hoje por volta de 13% do PIB, ou seja, de todas as riquezas que são produzidas, com benefícios previdenciários. Nenhum país do mundo com estrutura demográfica e características sociais similares às do Brasil gasta tanto. O que a reforma tenta fazer é, primeiro: reduzir esse gasto, que é acima da média internacional e, segundo, tornar o sistema de proteção social e o sistema previdenciário mais igualitários possíveis. E, como resultado, a gente espera que haja uma redução no déficit previdenciário”, afirma. 

Embora o País já tenha vivido outras reformas no sistema previdenciário, Gremaud destaca que o momento atual apresenta várias diferenças que podem impactar no futuro dos atuais trabalhadores. “A gente vive hoje uma taxa de emprego, de informalidade, superior à que vivíamos no passado. Como vai se comportar essa taxa de desemprego, sobre, por exemplo, os períodos de contribuição, é uma outra incógnita que a gente não tem muito como controlar e não sabe como isso vai acontecer. Se o desemprego cair, o meu problema desaparece, mas eu não estou tão seguro assim de que simplesmente aprovando a reforma o desemprego acabe no dia seguinte”, diz.  

O USP Analisa é uma produção conjunta do Instituto de Estudos Avançados-Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP e da Rádio USP Ribeirão Preto.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.