Refino do petróleo está no centro do problema do preço dos combustíveis

A maior parte do petróleo brasileiro necessita de refinarias com tecnologia especial para beneficiar o produto

  • 31
  •  
  •  
  •  
  •  

O Conselho de Desenvolvimento Econômico (Cade) está discutindo o fim do monopólio do refino do petróleo pela Petrobras. Favorável à proposta, o professor José Goldemberg explica que a questão do refino está no centro do problema do preço dos combustíveis. “O Brasil é autossuficiente na produção de petróleo”, lembra o colunista. “Mas o parque de refino é insuficiente.” Ele destaca, ainda, que petróleo brasileiro é, em grande parte, do tipo pesado, mais denso, e exige refinarias com tecnologia especial para seu processamento. Por isso, atualmente, o País exporta petróleo bruto e importa combustível refinado. “Porque não há refinarias aqui que decomponham o petróleo nas proporções necessárias.”

Para o colunista, o término da construção de refinarias que já foram iniciadas em anos passados seria uma boa iniciativa, mas o governo tem dificuldades orçamentárias para tanto. Nesse contexto, associar-se a empresas estrangeiras seria uma solução possível.

Ouça, no player acima, a íntegra da coluna Energia.

  • 31
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados