Redes sociais moldam período de pré-campanha eleitoral

Páginas e perfis oficiais dos pré-candidatos ganham relevância antes do horário eleitoral no rádio e TV

  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  

O marketing político digital consolida, neste ano, sua importância na campanha eleitoral. Facebook, Instagram e WhatsApp são ferramentas essenciais para divulgação de propostas e contatos com eleitores. Cientes disso, os estrategistas não desperdiçam a oportunidade.

Celso Matsuda, professor da Escola de Comunicações e Artes da USP, afirma que “antes da data oficial do início da campanha eleitoral, o único instrumento viável de divulgação são as redes sociais”.

Porém, segundo Matsuda, a partir do início da propaganda eleitoral gratuita, em 31 de agosto, os meios tradicionais de radiodifusão retomam seu protagonismo. “No dia em que começar isso, a relevância vai continuar sendo rádio e televisão. Daí porque esses candidatos, principalmente os majoritários, procuram insistentemente as alianças partidárias para ganhar tempo de rádio e TV.”

 

  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados