Recessão reduz expectativa de vida

Relatório da OCDE mostra que a mortalidade aumentou entre  países da Europa e Estados Unidos

  • 25
  •  
  •  
  •  
  •  

Dados da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE, mostram que a qualidade de vida foi comprometida por riscos comportamentais associados à alimentação inadequada, poluição, alterações climáticas, dependência química e estresse causado por recessões e crises econômicas. No Brasil, a expectativa de vida aumentou muito desde a década de 60, mas agora o crescimento populacional está caindo e a idade aumentando. Por este motivo, a preocupação do governo com o sistema previdenciário, uma vez que, segundo dados do IBGE, até 2060 o número de idosos vai mais do que dobrar.  Por este motivo o professor Gilson Schwartz alerta: não adianta promover a recessão ou segurar o crescimento econômico. Se o Brasil não crescer mais, a crise será maior. Lembrando: a exemplo dos países desenvolvidos, “depois de uma grande recessão, a expectativa de vida diminui”.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 25
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados