Reabilitação é importante alternativa para deficientes visuais

Cerca de 5% da população mundial tem perda visual permanente

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna “Fique de Olho” desta semana, o professor Eduardo Rocha fala sobre a deficiência visual, que pode ter diferentes níveis de profundidade, de leve até profunda. Cerca de 5% da população mundial com perda visual, seja desde o nascimento ou durante a vida adulta, não tem cura.

De acordo com Rocha, a reabilitação visual é importante para que o paciente tenha a manutenção da autonomia e integração. Entre as principais formas de reabilitação estão lupas de magnificação, circuito fechado de TV, que transforma texto em voz, iluminação do ambiente, calçados e cães-guias. Ouça acima, na íntegra, a coluna do professor Eduardo Rocha.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •