Queimada na Amazônia libera composto cancerígeno

Composto presente na fumaça modifica DNA de células e pode levar ao câncer

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A pesquisadora e pós-doutora pela Faculdade de Medicina (FM) da USP, Nilmara Alves Brito, realizou um estudo publicado na revista Nature sobre o efeito da poluição gerada pela queimada na Amazônia. Ela descobriu que, entre as partículas liberadas na fumaça desse processo, há um composto causador de modificação no DNA humano. Essas modificações podem levar ao câncer e à morte celular.

Nilmara explica que as partículas da poluição se espalham pela América do Sul, afetando populações além da região amazônica. Foi estudado o efeito da ação do composto em células pulmonares in vitro. Além do desenvolvimento de câncer, também pode ocorrer a apoptose ou necrose. A pesquisadora explica que os próximos passos consistem em aprofundar o conhecimento sobre os mecanismos causadores do câncer.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados