Queda da produção industrial em agosto não compromete série positiva

Indústria alimentícia e máquinas e equipamentos comandam retração industrial depois de quatro meses de alta

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Ibge, o Brasil registrou no mês de agosto uma queda de 0,8% na produção industrial. Em relação ao mesmo mês do ano passado, houve um aumento de 4%. A indústria alimentícia foi o segmento que apresentou maior retração, de 5,5%, seguida de máquinas e equipamentos, com quase 4%. Mesmo em meio a tantas quedas, o desempenho da indústria automobilística cresceu mais de 6%. Devido os baixos níveis de juros e inflação, o incentivo ao consumo está fazendo o mercado girar.

Segundo o professor de Economia Sérgio Sakurai, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP) da USP, as perspectivas de investimento na área industrial fez com que as taxas de juros tenham diminuído, o que facilita a toma de crédito. Dessa forma, os gastos em bens duráveis começam a se recuperar. Até o mercado de trabalho vem se desenvolvendo bem.

Por Thainan Honorato

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados