Psicofármacos podem gerar dependência física e psíquica

Este tipo de medicamento atua no sistema nervoso central, e é responsável por receber e mandar informações para todo o organismo

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

Psicofármacos normalmente são utilizados para tratamentos de distúrbios psiquiátricos e problemas neurológicos. Em algumas embalagens pode estar presente a tarja preta, o que indica que o medicamento é de uso controlado.

Para a compra ou retirada deste tipo de fármaco é necessário apresentação da receita, que fica retida com o farmacêutico. A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica esse medicamento em quatro tipos: Ansiolíticos e sedativos-hipnóticos; Antipsicóticos; Antidepressivos e Psicoestimulantes.

Os psicofármacos devem ser utilizados apenas quando indicado pelo médico, pois são fármacos que podem gerar dependência física ou psíquica e efeitos colaterais, além de possuir várias contraindicações.

O boletim Pílula Farmacêutica é apresentado pelos alunos de graduação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP com supervisão da professora Regina Célia Garcia de Andrade. Trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana. Ouça, no link acima, a íntegra do boletim.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados