Proposta de reforma na graduação quer promover liberdade aos alunos

Professor do IEA acredita na promoção da interdisciplinaridade para projeção nacional e internacional da Universidade

jorusp

Em entrevista ao Jornal da USP no Ar, o professor visitante do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP e coordenador do Comitê de Projeto da UFABC e do grupo autor da Proposta de uma Agenda do Futuro, Luiz Bevilacqua, comenta o projeto entregue ao reitor Vahan Agopyan a respeito da reformulação acadêmica e adequação às novas exigências do ensino superior pela USP, em meio a uma onda de choque cultural.

Foto: Natalino Marrach via ICMC

Dada a relevância da Universidade de São Paulo, o professor explica que a instituição tem que tomar a linha de frente nas mudanças acadêmicas no ensino superior do País, formando os estudantes para tomar decisões por conta própria, dando mais liberdade de escolha e diminuindo o número de disciplinas obrigatórias. “A grade curricular é uma prisão.”

A partir dessa mudança na graduação, em que os alunos podem ter mais liberdade diante da escolha das disciplinas a serem estudadas, acontece uma promoção da interdisciplinaridade.

A proposta de professores da USP, sob coordenação de Bevilacqua, para a Universidade passa pela criação de grupos para o desenvolvimento de textos nas áreas de energia, estrutura da matéria, processos de transformação e comunicação e informação, que servirão de condutores do conhecimento. Segundo ele, a USP pode adquirir, através disso, maior visibilidade nacional e internacional.

Jornal da USP no Ar, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93,7, em Ribeirão Preto FM 107,9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

Textos relacionados